sexta-feira, junho 15, 2007

Meditação para uma linda tarde solitária

Sozinhas como possam estar boa parte de seu tempo, [as pessoas educadas] não merecem tanta pena quanto aquelas criaturas sociáveis que precisam ter "gente em volta" ou um filme a que assistir. Pois a pessoa educada se apropriou tanto da mente de outros homens que ela pode viver do seu armazém como o camelo de seu reservatório. Tudo pode se tornar grão para o seu moinho, inclusive a sua própria miséria -- se ela é miserável -, já que, por associação com o que ela sabe, tudo que ela desfruta ou suporta tem ecos e sugestões ao infinito. Este é, de fato, o teste e a utilidade da educação de um ser humano, que ele descubra prazer no exercício de sua mente.

Jacques Barzun

7 comentários:

Barbara Lucas - São Léo - RS disse...

ter conteúdo faz toda a diferença

Gabriel disse...

Rodrigo,

Li um artigo e me lembrei do senhor:

http://www.thenation.com/doc/20050404/jacoby

Depois dê o seu parecer, ok?

ps: Esse Russel Jacoby é o fino!

Bom fim de semana.

Gabriel disse...

Rapaz,

Acabo de ler uma entrevista do Jacoby no Valor Econômico. Decepção. Sempre considerei o Mr. Russel membro da esquerda mentalmente sã. Sobretudo depois da leitura do "O Fim da Utopia", de 1999. Entretanto, nessa entrevista, ele se diz simpático à ascensão do Chavez e à maioria de suas políticas públicas. Segue o link do blog que reproduziu a entrevista:

http://edudobrooklyn.blogspot.com/2007/06/entrevistarussell-jacoby.html

Um abraço.

Estava Perdida no Mar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mônica Montone disse...

Interessante,

beijos e bom fim de semana

MM

Palasatena disse...

O eterno retorno do texto, O TEXTO!

Palasatena disse...

Digamos que o texto foi para um lugar especial. :)