segunda-feira, setembro 01, 2008

Ironia...

Vice de McCain anuncia que filha adolescente está grávida

Sarah Palin e sua filha Bristol
Sarah Palin (E, com a filha Bristol) condena sexo fora do casamento
A Convenção Nacional Republicana, que está sendo aberta de forma discreta nesta segunda-feira, por conta do furacão Gustav, foi sacudida pela notícia da gravidez da filha adolescente de Sarah Palin, a indicada a vice-presidente na chapa comandada por John McCain.

A candidata a vice anuncou que sua filha Bristol, de 17 anos, irá se casar com o pai da criança e se disse muito feliz com a notícia.

Palin, uma cristã devota e mãe de cinco filhos, condena o sexo fora do casamento e é uma ferrenha opositora do aborto.

O anúncio de seu nome como vice de McCain, na última sexta-feira, foi elogiado por líderes religiosos de direita.


Leia na íntegra aqui:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/09/080901_palinfilha_bg_ac.shtml

3 comentários:

Aniseed disse...

Isso me lembrou daquelas pessoas que lêem Livros Sagrados e não praticam seus ensinamentos. De toda forma, não há patrulhamento do corpo alheio, sendo assim, seria interessante mostrar como apoiar os jovens nesta situação, assumindo uma postura um tanto quanto democrática mesmo sendo republicana não acha? Até porque hoje em dia não há nada mais republicano que um democrata e democrata que um republicano. As lnhas de sepração estão cada vez mais tênues. By the way, vc viu que a aprovação do Governo Bush está cada vez mais baixa?
beijos

Anônimo disse...

Longe de ser uma admiradora da direita religiosa norte-americana, mamãe Sarah merece que lhe dêem os parabéns. Ao aparecer em público ao lado de sua filha, anunciando que está feliz com a notícia de que vai ser avó, dá ao mundo e principalmente ao eleitorado norte-americano, uma prova do seu papel de boa mãe cristã. Atitude bem coerente com seu discurso contra o aborto.
Vamos lembrar que quem engravidou fora do casamento não foi a vice de McCain, mas sim sua filha. E aí ponto para a candidata republicana: vem demonstrando ter grande "jogo de cintura" dentro dessa "saia justa", ao expor à mídia o seu absoluto respeito aos direitos individuais de sua filha, aliás, única atitude esperada de uma boa cidadã norte-americana.
Aos brasileiros só resta aplaudir a democracia. Deles.

Rodrigo disse...

Aniseed,

As diferenças entre eles existem, e são muito claras para um americano, embora talvez nem tanto para quem olhe da América Latina.

Caro Anônimo,

De fato, a gravidez é da filha, mas não deixa de ser notável o fato de que a própria Palin, que apoiou programas de educação sexual baseados *unicamente* na pregação da abstinência, tenha passado por um problema assim dentro de casa. Sem querer julgar o seu desempenho como mãe, que não nos cabe avaliar, isso põe em questão se uma política dessas, bancada por um programa federal visando a uma multidão de jovens de todos os credos e valores, é realmente recomendável como opção exclusiva. Parece-me claro que não é. E aí reside a "ironia" do título.

Um abraço,
R.