quinta-feira, setembro 21, 2006

O Vôo

Goza o vôo do anjo perdido em ti.
Não indagues se nossas estradas, tempo e vento, desabam no abismo.

Que sabes tu do fim ?

Se temes que teu mistério seja uma noite, enche-o de estrelas.
Conserva a ilusão de que teu vôo te leva sempre para o mais alto.

No deslumbramento da ascensão
se pressentires que amanhã estarás mudo
esgota, como um pássaro, as canções que tens na garganta.

Canta. Canta para conservar a ilusão de festa e de vitória.

Talvez as canções adormeçam as feras
que esperam devorar o pássaro.

Desde que nasceste não és mais que um vôo no tempo.
Rumo ao céu?

Que importa a rota.

Voa e canta enquanto resistirem as asas...

Menotti Del Picchia

4 comentários:

palasatena disse...

Voa e canta enquanto resistirem as asas...
Lindooo!
Agora...
"Se temes que teu mistério seja uma noite, enche-o de estrelas.
Conserva a ilusão de que teu vôo te leva sempre para o mais alto."
Essa não seria uma ilusão?

Anônimo disse...

I wish not acquiesce in on it. I over nice post. Specially the appellation attracted me to review the intact story.

Anônimo disse...

Genial brief and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Thanks you on your information.

Priscila disse...

Eu sempre canto. =)