sábado, setembro 22, 2007

Meditações de fim de semana


A última encarnação da inocência sobre a Terra deixou de sê-lo ao se descobrir inocente.

***
Quando naturalizamos a tal ponto a malícia que ficamos chocados com a inocência?

***

Ou estará a malícia tão cansada de si própria que não teve outro recurso senão o de se refugiar na forma da inocência?


3 comentários:

Elaine disse...

Depois de olhar o que ficou para trás, acho que a inocência é algo com a qual nascemos somente para perdê-la ou transformá-la em vivência. Essa "perda" pode ser feita de boas lembranças, para sempre, ou apenas de lamentos e arrepemdimentos. Só depende das escolhas que vamos fazendo ao longo do nosso caminho.

palasatena disse...

Acredito... apenas acredito... que a inocência não morra em nós.

Laura Vieira disse...

ou será a inocência que muitas vezes se disfarça em malícia?rsrsrs